domingo, 20 de agosto de 2017

POLICIÁRIO 1359



AGOSTO COM MUITA QUÍMICA
E ASSALTO DESVENDADO

Entramos decididamente na segunda parte da nossa época competitiva com a publicação das soluções oficiais dos dois desafios que nos foram propostos pelo nosso confrade viseense, Paulo.
Depois de alguma confusão originada por erro na publicação do desafio de resposta múltipla, com a incorrecta troca de personagens, erro que prontamente corrigimos no blogue Crime Público e que, de resto, a generalidade dos “detectives” logo localizou, ou não estivéssemos na presença da elite dos decifradores de enigmas policiários, os desafios mereceram elogios, sobretudo o “Vinte Anos Depois”, que “obrigou” muitos confrades a um regresso ao tempo académico.
Ainda em tempo de férias para muitos, aqui ficam as soluções propostas pelo Paulo:

CAMPEONATO NACIONAL E TAÇA DE PORTUGAL – 2017
SOLUÇÕES DA PROVA N.º 6 – AUTOR: PAULO
PARTE I – “VINTE ANOS DEPOIS”

O texto de Ivo Diz encontra-se cheio de referências numéricas:
Sessenta e sete anos; cinquenta e duas letras; cinquenta e sete anos; setenta e sete barquitos; noventa e nove famílias; vinte e três fábricas; das cinquenta e três que laboraram; sessenta e três dias; trinta e três anos; um desejo; oito foram as que contámos; oitenta e oito anos; dezasseis anos.
67; 52; 57; 77; 99; 23; 53; 16; 63; 33; 1; 8; 88; 16.
Este conjunto de números, aparentemente aleatório, tinha para Ivo Diz significado, que lhe era dado pela sua formação académica, que ele partilhava com Gil Pio: a química.
A cada número corresponde um elemento da tabela periódica, com o seu símbolo químico.
Ho; Te; La; Ir; Es; V; I; S; Eu; As; H; O; Ra; S
Juntando as letras vê-se o surgimento de palavras
HoTeLaIrEsVISEuAsHORaS
Separando as sílabas de modo a fazer sentido lê-se:
HoTeL aIrEs VISEu As HORaS
Parece faltar a data e a hora. Consultando o texto e utilizando a mesma chave de desencriptação, encontramos o nome de dois elementos da tabela periódica; ferro e cloro, cujos números atómicos são 26 e 17.
Colocando estes números na sequência correta em que surgem no texto, relativamente aos símbolos químicos obtêm-se HoTeL aIrEs VISEu 26 As 17 HORaS, ou, de forma mais correta:
HoteL Aires Viseu 26 às 17 horas
O encontro estava marcado para o Hotel Aires, em Viseu, no dia 26 às 17 horas.
Como o texto foi publicado no jornal de 14 de fevereiro conclui-se que o encontro será a 26 desse mês. Caso a data falhasse, bastava tentar o dia 26 do mês seguinte.

PARTE II – “ASSALTO À LEILOEIRA”

Analisem-se as declarações de Cláudio.
O vigilante afirma ter estado amarrado junto a um relógio de pêndulo deitado e que apenas percebeu o passar do tempo pelo bater das horas do relógio. Esta situação não é possível. Este tipo de relógio funciona pelo efeito da força gravítica no pêndulo. Quando o relógio está deitado, o pêndulo não oscila e o relógio não funciona, não podendo bater as horas.
Cláudio não pode estar a contar a verdade, pelo que deverá ser detido para interrogatório.
Quanto às palavras ditas por Trajano, percebemos que ele abriu a porta do gabinete, mexeu no computador e abriu a porta do armazém, mas nestes locais não há impressões digitais. Como era uma noite quente, decerto Trajano não usaria luvas, e se as tivesse usado para proteger provas decerto que o referiria nas declarações.
As suas impressões teriam que obrigatoriamente surgir naqueles locais se ele fizesse o que declarou. Ou seja, as impressões só foram limpas no gabinete depois de ter comunicado o roubo e de ter ligado o computador, nunca antes de ele ter chegado. Só podiam ter sido limpas por ele.
Logo, Trajano não conta a verdade e deverá ser detido para novo interrogatório, como suspeito.
Os factos ter-se-ão passado da seguinte forma.
Trajano, Cláudio e provavelmente mais um ou dois cúmplices executaram o roubo. Às 22 horas e 17 minutos desligaram o computador e o sistema de vigilância. Transportaram o relógio para o veículo e Cláudio e os cúmplices partiram para largarem o produto do roubo em local seguro.
Trajano ficou nas instalações da leiloeira, aguardando que chegasse a sua hora de entrar ao serviço. Limpou as impressões digitais do armazém e esperou no gabinete até às 5 horas e 56 minutos, quando ligou o sistema informático e as câmaras de vigilância. Limpou todas as impressões no gabinete e na porta deste, tendo de seguida comunicado o roubo e ficado a aguardar as autoridades, não tendo tocado em nada depois de ter limpo as impressões digitais, contrariando as suas declarações quando diz ter tocado no puxador da porta, no computador, e provavelmente noutros locais do gabinete.
Quanto a Cláudio e os cúmplices, deixaram o relógio em sítio seguro, que até poderá ser longe da serra do Caldeirão, sendo este lugar usado apenas para despistar os investigadores. Cláudio simulou o seu abandono no local onde foi encontrado, embora, aparentemente, corresse o risco de ter que esperar muito tempo por auxílio. Provavelmente poderia desamarrar-se sozinho, caso não surgisse ninguém, e simular uma procura de auxílio numa qualquer localidade próxima.
Deste modo a hipótese C é a correta, devendo Cláudio e Trajano ser detidos por suspeita de participação no assalto.



domingo, 13 de agosto de 2017

POLICIÁRIO 1358



MUDAR OU NÃO, EIS A QUESTÃO!

O mês de Agosto é considerado o mês de férias por excelência e toda a actividade humana acaba por se ressentir disso mesmo. Não há a mesma disposição para abordar questões e quase tudo consegue ser justificado pelas férias. Também nós somos tomados por uma certa “preguiça” que nos impõe um regime mais aberto, menos rigoroso, mais convidativo a uns mergulhos refrescantes e retemperadores.
Mas as nossas competições não podem parar, porque um detective tem de estar sempre activo e pronto a responder ao crime, onde e quando este se manifestar, porque o crime não mete férias!
Hoje vamos ter a parte II da prova n.º 7, de autoria do confrade Verbatim, natural de Leiria e residente em Alfragide, que nestas páginas “nasceu” Nove e como referiu por variadas vezes, descobriu tarde o Policiário, tendo adoptado este pseudónimo por, no seu entender, retratar essa situação, ou seja, NO de novo “detective” e VE de velho em idade.
Protagonizou enormes lutas policiárias e conquistou muitos e variados títulos. Destaque para o de Campeão Nacional em 2003/2004, numa época de ouro em que foi também Policiarista do Ano, finalista da Taça de Portugal, apenas perdendo para o confrade Zé, curiosamente também natural do distrito de Leiria, numa final emocionante, (repetindo o desfecho do ano anterior em que perdeu a final para o confrade Daniel Falcão), concluindo ainda essa época como número 1 do ranking!
Autor de bons problemas policiais, numa altura em que estes não abundam, viu a sua qualidade reconhecida com a obtenção do título de vice-campeão nacional de produção na época 2005/2006, para além de outros excelentes resultados.
Elemento importante da extinta Tertúlia Policiária da Linha de Sintra, é hoje um dos responsáveis pela Tertúlia Policiária da Liberdade, promovendo o convívio saudável, na linha da tradição criada e desenvolvida pelo saudoso Sete de Espadas.
Afastado voluntariamente da competição esta época, aguardamos o seu regresso com redobrada expectativa, para podermos assistir às suas sempre excelentes participações, como decifrador.
 Vejamos o que nos propõe o confrade Verbatim:

CAMPEONATO NACIONAL E TAÇA DE PORTUGAL – 2017
PROVA N.º 7 – PARTE II
“MUDAR OU NÃO DE APOSTA, EIS A QUESTÃO” – Original de VERBATIM

No início dos anos sessenta, havia uma companhia de variedades que durante o seu espectáculo apresentava um concurso que tinha como prémio final um grande aparelho de televisão. Havia uma prova prévia onde se podiam ganhar telefonias portáteis, depois da qual ficava apenas um concorrente que se candidatava ao televisor.
Eram então apresentadas três grandes caixas, rigorosamente iguais por fora, numeradas 1,2 e 3. Uma tinha o desejado prémio e as outras duas estavam vazias.
           
O concorrente escolhia uma das caixas para se habilitar ao aparelho.
           
Prosseguindo o espectáculo, o apresentador, antes de abrir a caixa escolhida, descerrava uma das outras duas, que sabia estar vazia, e mostrava-a a toda a gente. Ficavam portanto duas caixas fechadas, uma delas com o televisor. Nessa altura, o apresentador dizia ao concorrente que lhe concedia a oportunidade de mudar a aposta para a outra caixa fechada, se o desejasse, esclarecendo-o, no entanto, de que seria indiferente fazê-lo ou não, visto saber-se que uma das caixas continha o televisor e a outra não, sendo assim igual a probabilidade de o televisor estar numa ou noutra das caixas.
Se, por exemplo, fosse escolhida a caixa 1 e descerrada a caixa 3, ao concorrente era, portanto, dada a oportunidade de alterar a sua aposta para a caixa 2, se o desejasse.
Ora, passadas várias sessões, em que umas vezes saiu o televisor e outras não, apareceu um protesto sustentando que o apresentador do concurso prejudicava os concorrentes com as explicações que produzia sobre a opção de alterar ou não a aposta, pois não eram iguais as probabilidades de o televisor se encontrar numa ou noutra das caixas. E, visto isso, poder-se-ia até estar perante uma fraude.
Chamaram-se pessoas sabedoras das subtilezas dos jogos de sorte e de azar para se pronunciarem sobre a matéria. E saíram quatro opiniões diferentes:
            A – O concorrente não era prejudicado nem beneficiado pelo esclarecimento dado pelo apresentador, visto ser rigorosamente igual a probabilidade de o televisor estar numa ou noutra das caixas.
            B – O concorrente era beneficiado porque as considerações do apresentador o levavam apenas a concentrar-se nas duas caixas em que poderia apostar e a esquecer o que se passara antes.
            C – O concorrente era prejudicado devido a ser bastante menor a probabilidade do televisor estar na caixa inicialmente escolhida do que na outra caixa que ficou fechada. 
            D – O concorrente era prejudicado devido a ser bastante maior a probabilidade do televisor estar na caixa inicialmente escolhida do que na outra caixa que ficou fechada
Será que o protesto tinha fundamento? Indique quem teria razão escolhendo uma das alíneas anteriores.

E pronto.
Fica a proposta do confrade Verbatim, que apesar da decisão de fazer uma pausa na decifração, respondeu afirmativamente ao desafio que lhe foi lançado para que apresentasse dois problemas, um de cada tipo.
Agora, resta aos “detectives” decidirem qual das alíneas é a correcta e, impreterivelmente até ao próximo dia 10 de Setembro fazerem chegar as suas opções ao coordenador deste espaço, em conjunto com a solução do problema publicado na semana passada, para o que poderão usar um dos seguintes meios:
Pelo Correio: Luís Pessoa, Estrada Militar, n.º 23, 2125-109 MARINHAIS;
Por entrega em mão ao orientador, onde quer que o encontrem.
Boas deduções e boas férias (se for o caso!)






domingo, 6 de agosto de 2017

POLICIÁRIO 1357



MORTE MISTERIOSA Á ESPERA DE RESPOSTAS

Cumprimos mais uma etapa das nossas competições, pela mão do nosso confrade VERBATIM, que nos propõe um desafio a exigir atenção redobrada.

CAMPEONATO NACIONAL E TAÇA DE PORTUGAL – 2017
PROVA N.º 7 – PARTE I
MORTE NAS TRASEIRAS” – Original de VERBATIM
           
Marisa Figueira, sentada sob o chapéu-de-sol, perguntou as horas ao filho mais velho. Vinte para o meio-dia, respondeu o jovem. O teu pai, retorquiu ela, já cá devia estar há mais de uma hora e sabe que daqui a nada temos de ir ao homem dos sanitários, por isso, pega na mota e vai ver o que se passa. O rapaz obedeceu, algo contrariado, e partiu com um amigo no sentido da zona onde residiam, a vinte quilómetros da praia.
Os dois moços encontraram Eusébio Figueira estendido de costas no quintal, com o corpo quase paralelo às traseiras da vivenda, com a cabeça para o lado direito e as pernas para o lado esquerdo de quem saía da casa, com uma órbita esfacelada, encontrando-se o cão de guarda, também aparentemente morto, junto de uma poça de sangue, aos pés do dono. Ainda mal recompostos desta terrível surpresa, um deles foi chamar a GNR ao posto mais próximo e outro ficou em casa ao telefone, a pedir socorro médico, pois Eusébio Figueira podia ainda estar vivo.
Moravam num bairro de vivendas arrumado de forma regular, que terá começado por ser clandestino, com amplos terrenos nas traseiras, onde a generalidade dos habitantes, gente com algum dinheiro, tinha troços ajardinados, pequenas hortas, árvores de fruto ou capoeiras. O quintal dos Figueira estava rodeado por cinco outros terrenos de área semelhante. No conjunto tinha-se um rectângulo de três por dois. Só a vedação do quintal que estava em frente das traseiras da vivenda dos Figueiras, o dos Ferreira, apresentava, nas suas três contiguidades, uma vedação difícil de ultrapassar e impeditiva de olhares bisbilhoteiros.
Eusébio Figueira levou um tiro que o matou. O projéctil homicida entrou na órbita esquerda e saiu um pouco abaixo do occipital da vítima, tendo caído no canteiro junto ao pequeno muro de separação entre os terrenos dos Figueira e dos Lopes, depois de bater nesse muro. Outra bala perfurara e matara o cão, alojando-se no meio de duas pedras de revestimento do chão, logo atrás do corpo do animal, entre este e o muro onde embatera a outra bala. Verificou-se, depois, que os dois projécteis provinham da mesma arma.
O quintal dos Silva, situado à direita de quem saía pelas traseiras da vivenda dos Figueira, tinha uma parreira que, apanhando fumo de um grelhador instalado pelos Figueira, fora motivo de zanga entre aquelas duas famílias vizinhas. Sabia-se, no entanto, e a polícia confirmou-o, que a verdadeira razão dos azedumes residira em desentendimentos havidos num negócio de importação e exportação. Contrabando, segundo alguns. Mas já tinham feito as pazes há uns quatro anos, pouco depois do 25 de Abril de 1974. Por outro lado, com os Lopes a tensão era agora elevada. Na origem disso estavam dívidas de Alberto Lopes a Eusébio Figueira, reclamadas por este mas, ao que parecia, sem provas legais. A chefe do clã Silva, Josefa da Silva, de cerca de 42 anos mas ainda muito vistosa, não se cansava de dizer que o Eusébio tinha toda a razão.
Em frente das traseiras da vivenda dos Lopes situava-se o quintal dos Simões e em frente das traseiras da vivenda dos Silva estava o terreno dos Costa. Estes dois quintais, dos Simões e dos Costa, tocavam apenas em vértices do quintal dos Figueira, cada um no seu. Todavia, qualquer deles tinha vista, embora muito atrapalhada pelas plantas, para o terreno dos Figueira e vice-versa. As relações dos Figueira com os Simões eram amistosas, sendo praticamente nulas com os Ferreira e os Costa
Os Simões e os Ferreira provaram não ter estado nas respectivas vivendas naquela manhã quente e clara de Agosto. Silvino da Costa disse ter ficado toda a manhã sozinho em casa a redigir um relatório complicado, enquanto a família fora para a praia. Informou também só ter dado por alguma coisa quando, ao chegar ao seu quintal para arejar, cerca da uma e meia, avistou mais pessoas do que o costume no terreno dos Figueira. Josefa da Silva provou ter estado na praia com os filhos, mas sem o marido, António da Silva, que ficou em casa. Este jurou ter falado com o Eusébio pelas dez horas, enquanto verificava os cachos da parreira, tendo apenas voltado a vê-lo, perto do meio-dia e meia, então estendido no quintal, como quem tivesse levado um balázio pela frente. Acrescentou que na altura em que tocava à porta de entrada da casa do Eusébio, para alertar quem lá estivesse para a necessidade de o socorrer, viu chegar dois militares da GNR e percebeu que, entretanto, alguém já concluíra que o vizinho tinha sido morto a tiro. Alberto Lopes afirmou e provou ter ido à praia com a família e ter regressado a casa sozinho, ainda não eram duas da tarde, depois de haver comido no “Travessas”, e que, logo na rua, lhe disseram que alguma coisa de grave acontecera ao Eusébio. Afirmou que estava muito chateado com ele mas que desejava a sua recuperação.
A polícia descobriu armas nas vivendas dos Lopes, dos Figueira, dos Silva e dos Costa, só uma devidamente legalizada, em nome de António da Silva, mas nenhuma idêntica àquela de onde terão saído os projécteis que atingiram a vítima e o seu cão. No quintal dos Lopes apareceu um silenciador atrás de uns tufos de Alecrim, com sinais de uso recente mas sem impressões digitais. Havia sangue do bicho misturado com sangue do dono, conforme informação posterior do laboratório da polícia, e algum sangue de Eusébio Figueira em escassas pingas caídas entre a porta para o quintal e o sítio onde se encontrava o seu corpo, bem como na sua face esquerda, no ferimento de saída da bala e no chão sob a cabeça, aí também em pequena quantidade. Outros materiais orgânicos recolhidos estavam ainda a ser examinados. Segundo o médico legista, a morte de Eusébio Figueira terá ocorrido entre as 9:30 e as 11:00 daquela manhã.
O Inspector encarregado do caso afirmou que já era possível saber, quase de certeza, o que teria acontecido com Eusébio Figueira. O que lhe parece, caro leitor? Diga de sua justiça.

E pronto.
Resta aos nossos “detectives” dar resposta ao confrade Verbatim, impreterivelmente até ao próximo dia 10 de Setembro, para o que poderá usar um dos seguintes meios:
Por Correio para: Luís Pessoa, Estrada Militar, 23, 2125-109 MARINHAIS;
Por entrega em mão ao orientador da secção, onde quer que o encontrem.


Boas deduções e boas férias, para quem as tem!

domingo, 30 de julho de 2017

POLICIÁRIO 1356



PONTO DA SITUAÇÃO A MEIO DA ÉPOCA

Em pleno tempo de férias para a generalidade dos nossos confrades, num fim-de-semana de charneira, com muitos a regressarem e outros a partirem, vamos centrar as nossas atenções no andamento das diversas classificações, agora que vencemos o meio das nossas competições.
Depois de uma “maratona” de leitura e pontuação das propostas de solução apresentadas pelos nossos “detectives” para as provas 3, 4 e 5, recuperámos de todos os atrasos e estamos em condições de fazer um balanço à entrada da segunda metade da época.
Recordamos que as pontuações são publicadas no blogue CRIME PÚBLICO, em http://blogs.publico.pt/policiario e as diversas classificações são acompanhadas ao pormenor no sítio do confrade Daniel Falcão, em http://clubededetectives.pt, a quem recorremos, com a devida vénia.

PONTO DA SITUAÇÃO

Vencida a primeira metade da época, as diversas classificações apresentam os contornos seguintes:

CAMPEONATO NACIONAL

O primeiro facto a registar é o de que já não há confrades com a totalidade dos pontos em disputa, o que demonstra bem a enorme competição existente.

1.º - Daniel Falcão – 59 pontos (16 especiais)
2.º Detective Jeremias – 59 (13)
3.º Paulo – 59 (4)
4.º Mister H – 59 (1); 5.º Karl Marques – 59 (0); 6.º Búfalos Associados – 58 (8); 7.º Inspector Boavida – 58 (7); 8.º Zé – 58 (6); 9.º Agente Guima – 58 (2); 10.º Inspector Gigas – 58 (1); 11.ºs Deco; Senhor Porco; Dr. Fonseca; Major Alvega e Geringonça – 58 (0 mas com pontos de originalidade); 16.ºs Agente Jota; Amaral Neto; Apitus; Arco.com; Articrime; Azimute; Badmix; Bistroiko; Dr. Zerinho; Insp. Burc; Insp. Vilaverde; JJ Neta; Lady Betty; Lenkinha; Linda Bera; Lorde Peter; Louco Sorridente; Louro Sai; Mary Doll; Mercedes; Mirrala; Nina Lopes; Ninoko; Perry Mason; Serpa; Silva; Sir Jallon; Sixolina; Sorgan; Sossavart; Syriza; Udino; Vari Sela; Vercce; Vidal; Viriato; Yull; Yut Agar; Zázá; Zeca; Zezé – 58 pontos e sem qualquer pontuação especial.

TAÇA DE PORTUGAL – 2017

O sorteio da 6.ª eliminatória definiu os confrontos que publicamos de seguida, que vão colocar os “detectives” em luta por um lugar no sorteio dos oitavos de final conforme a prestação de cada um no confronto directo com o seu opositor. Os problemas a decifrar são os da prova n.º 6, de autoria do confrade Paulo e o prazo para envio das propostas de solução é o dia 10 de Agosto:

CONFRONTOS PARA A 6.ª ELIMINATÓRIA

Sossavart – Ego; Agente Jota – Ribeiro de Carvalho; Alex – Cota Mil; Major Alvega – Inspector Moscardo; Inspector Vilaverde – Mister H; Geringonça – Inspector Boavida; Detective Jeremias – Dr. Fonseca; Inspector Aranha – Zé Zero; Daniel Falcão – Agente Guima; Syriza – Zé; Paulo – Acacrime; Rigor Mortis – Azimute; Senhor Porco – Karl Marques; A Raposo & Lena – Articrime; Bistroiko – Deco; Búfalos Associados – Vari Sela.

CLASSIFICAÇÃO DIC ROLAND - AS MELHORES

1.º Daniel Falcão – 16 pontos
2.º Detective Jeremias – 13
3.ºs Búfalos Associados e Inspector Aranha – 8
5.º Inspector Boavida – 7; 6.º Zé – 6; 7.º Paulo e Ribeiro de Carvalho – 4; 9.º Inspector Moscardo – 3; 10.º Agente Guima e Bernie Leceiro – 2.

CLASSIFICAÇÃO MEDVET - AS MAIS ORIGINAIS

1.º Inspector Gigas – 24
2.º Deco – 11
3.º Troikosta – 9
4.º Inspector Aranha – 6; 5.º Detective Jeremias – 5; 6.º Uniaque – 4; 7.º Cota Mil, Peter O e Senhor Porco – 3; 10.º Dr. Fonseca e Major Alvega – 2 pontos.

TROFÉU SETE DE ESPADAS - POLICIARISTA DO ANO

1.ºs Daniel Falcão; Detective Jeremias; Karl Marques; Mister H e Paulo – 168 pontos
6.ºs Agente Guima; Agente Jota; Articrime; Azimute; Bistroiko; Búfalos Associados; Deco; Geringonça; Inspector Boavida; Inspector Vilaverde; Major Alvega; Senhor Porco; Sossavart; Syriza; Vari Sela e Zé – 166 pontos

TROFÉU DETECTIVE MISTERIOSO - RANKING

1.º Daniel Falcão – 287 pontos
2.º Zé – 272:
3.º Mister H – 268;
4.º Inspector Boavida – 267; 5.ºs Detective Jeremias e Inspector Aranha – 266; 7.º Karl Marques – 263; 8.º Paulo – 262; 9.º Búfalos Associados – 261; 10.ºs Agente Guima e Inspector Moscardo – 259; 12.º A Raposo & Lena – 254; 13.º Rigor Mortis – 251; 14.º Ego – 250; 15.º Deco e Vari Sela – 234; 17.º Ribeiro de Carvalho – 228; 18.º Major Alvega – 227; 19.º Syriza – 224; 20.º Bistroiko – 223.

COMENTÁRIO

Uma vez mais, à semelhança do que têm sido as nossas competições nos últimos anos, tudo se conjuga para que as decisões sejam adiadas até ao último suspiro do derradeiro prazo! Na verdade, os problemas já publicados foram fazendo a sua filtragem e selecção, apesar de não serem excessivamente difíceis, na nossa opinião. Em concreto, o problema do confrade Inspector Aranha, lidou correctamente com pormenores e factos conhecidos, mas articulados entre si, obrigando à retirada de conclusões que muitos confrades ignoraram, certamente por preguiça.
O hábito de apresentar relatórios circunstanciados tem de ser retomado, sob pena de perdermos a nossa característica mais inspectiva. Por exemplo, num caso em que a hipótese de suicídio se coloca, cada “detective” tem de provar que essa hipótese é de descartar, não bastando dizer que não é suicídio porque depois se prova que houve homicídio.

Por outro lado, é necessário reforçar que um relatório só está concluído quando TODOS os pormenores forem devidamente tratados, validados ou descartados e TODAS as situações esclarecidas.


domingo, 23 de julho de 2017

POLICIÁRIO 1355


EVOCANDO UMA FIGURA IMPAR:
SETE DE ESPADAS

Sempre que falamos de Policiário, a referência ao Sete de Espadas aparece como uma inevitabilidade, tal a sua importância para a divulgação e consolidação deste passatempo exemplar, amplamente reconhecido como um veículo importante para estimular a leitura, a interpretação, a análise, o poder de síntese, o espírito observador e científico.
O Sete de Espadas nasceu no Ribatejo, na vila da Chamusca em 1 de Fevereiro de 1921 e em 12 de Janeiro de 1947 iniciava a sua actividade como orientador de um espaço policiário, no Jornal de Sintra, com o título Mistério e Aventura, que ele mesmo definia, em subtítulo, como uma “secção policial orientada por Sete de Espadas”.
Depois foi um nunca mais acabar, na divulgação da literatura policial e, sobretudo, na vertente da competição policial.
Que me desculpem os confrades mais antigos, aqueles que viveram com ele as aventuras do Clube de Literatura Policial, das secções no Camarada, no Cavaleiro Andante e em tantos locais, mas nós apontamos um marco que nos parece decisivo em toda a História do Policiário: O dia 13 de Março de 1975.
Nesse dia, em todas as papelarias, quiosques, pontos de venda de jornais e revistas, apareceu, apenas, mais um número do “Mundo de Aventuras”, uma revista de histórias aos quadradinhos, editada pela Agência Portuguesa de Revistas, que já vinha dos anos 40 do século XX, mas que trazia algo de novo: As últimas páginas eram identificadas como “Mistério… Policiário” e assinadas por um não menos misterioso “Sete de Espadas”!
Foi, podemos dizê-lo com toda a propriedade, o virar de página de toda uma geração de jovens, muito jovens mesmo, na casa dos 13, 14 anos, que apareceram em enorme explosão, criando um movimento imparável que nos trouxe até aos nossos dias.
O primeiro sinal de que algo se movia, foi a grande afluência à literatura policial, a corrida aos alfarrabistas, a ânsia de ler os clássicos do policial, antes da procura dos modernos escritores. Depois, foi a quantidade de malta nova a tratar-se por nomes escolhidos pelos próprios, que podiam ser de uma personagem dos quadradinhos, de um detective da literatura, de uma abreviatura do próprio nome, de uma invenção pura… Tudo servia para nos identificarmos perante os outros. Poucos sabiam o nome real do confrade que estava à sua frente, nem isso era importante! Poucos sabiam o que faziam os outros na vida profissional, mas também não era necessário! O importante era o facto de estarem todos irmanados no mesmo gosto pela dedução, pelo exercício das “células cinzentas”.
No centro de tudo, a figura simpática de um homem de barbas brancas, cabelo ralo, sorriso aberto e simpático: O Sete de Espadas.
Nos dias dos Convívios, era digno de ser visto o número de pais que chegavam perto do Sete e lhe confiavam os miúdos de 11 ou 12 anos, como se confia a um avô e lhe diziam que eram os próprios miúdos que insistiam em ir e não aceitavam um não como resposta! E o Sete, com a calma e o espírito positivo que sempre teve, lá os tranquilizava, dizendo-lhes que na tribo policiária eles estavam no local certo para crescerem, num são convívio, numa camaradagem exemplar.
Ainda hoje sentimos isso. Mesmo nós, muitos já avós, ainda olhamos para o exemplo do Sete como um aspecto importantíssimo no nosso processo de desenvolvimento. Todos crescemos muito com ele e com o Policiário.
Daí a justeza desta homenagem singela, numa altura em que completamos 25 anos de Policiário no PÚBLICO. É que esta secção, se teve o seu nascimento formal no dia 1 de Julho de 1992, verdadeiramente nasceu muitos anos antes, algures pelo ano de 1975, quando o Inspector Fidalgo encontrou o Sete de Espadas e ficou fascinado com o Mundo que este lhe abriu!
Mais tarde foi o XYZ Magazine, o Clube dos Amigos do XYZ e muitas outras coisas, sempre com a relevância da Amizade e da Camaradagem, suas imagens de marca.
Foi no dia 10 de Dezembro de 2008 que a notícia do seu falecimento correu no seio da imensa família policiária, que assim viu partir o seu principal divulgador, deixando um rasto de pesar entre a imensa legião daqueles que com ele cresceram física e mentalmente.


HOMENAGEM A SETE DE ESPADAS


No dia 28 de Março de 2007, na presença do nosso “mestre” Sete de Espadas numa das suas derradeiras aparições públicas e de um número considerável de convivas, o Inspector Fidalgo fez a sua intervenção, de que extraímos algumas passagens:

“Sete de Espadas, meus caros amigos:

Se há Policiário em Portugal, ainda hoje, a este homem o devemos. E toda esta intervenção se poderia reduzir a uma palavra: Obrigado!
(…) A faceta mais brilhante do Sete de Espadas não se revela no modo como soube orientar os seus espaços – e digo-o hoje como sempre fiz ao assumir a contestação ao modelo por ele seguido no Mundo de Aventuras-, mas sim na enorme capacidade de convívio que sempre soube desenvolver.

(…) Falta-nos a capacidade de comunicação do Sete, que em revistas juvenis e à boleia das histórias em quadradinhos, rapidamente trucidava, em termos de popularidade os desenhos dos artistas, ao ponto de toda a miudagem estar de plantão à porta das papelarias no dia de saída das revistas, para as folhear em busca do Policiário e do Sete de Espadas.
Daí até à organização de Convívios Policiários, foi um pequeno salto, mas era extraordinário verificar o que acontecia nos locais onde o Sete aparecia, com toda a gente a rodear aquele homem de barbas brancas, autêntico “avôzinho” para a malta nova. (…)

O Policiário hoje é outro. Cresceu, tornou-se mais maduro, perdeu a irreverência da miudagem que enchia a galeria do Palladium aos sábados à tarde. Não terá melhorado, nem piorado, tornou-se diferente! Este Policiário que hoje temos é, claramente, o herdeiro daquele que nos foi inculcado por esta figura ímpar do Policiário.
Bem-Haja, Sete de Espadas!” 


quinta-feira, 20 de julho de 2017

TAÇA DE PORTUGAL - CONFRONTOS DA 6.ª ELIMINATÓRIA


... E O SORTEIO DETERMINOU:


Sossavart – Ego; Agente Jota – Ribeiro de Carvalho; Alex – Cota Mil; Major Alvega – Inspector Moscardo; Inspector Vilaverde – Mister H; Geringonça – Inspector Boavida; Detective Jeremias – Dr. Fonseca; Inspector Aranha – Zé Zero; Daniel Falcão – Agente Guima; Syriza – Zé; Paulo – Acacrime; Rigor Mortis – Azimute; Senhor Porco – Karl Marques; A Raposo & Lena – Articrime; Bistroiko – Deco; Búfalos Associados – Vari Sela. 


CLASSIFICAÇÃO DIC ROLAND - AS MELHORES

PROVA N.º 5

1.º INSPECTOR BOAVIDA - 5 PONTOS
2.º DANIEL FALCÃO - 4 PONTOS
3.º ZÉ - 3 PONTOS
4.º AGENTE GUIMA - 2 PONTOS
5.º PAULO - 1 PONTO
DIC ROLAND

CLASSIFICAÇÃO MEDVET - AS MAIS ORIGINAIS

PROVA N.º 5

1.º INSPECTOR GIGAS - 5 PONTOS
2.º DECO - 4 PONTOS
3.º TROIKOSTA - 3 PONTOS
4.º MAJOR ALVEGA - 2 PONTOS
5.º GERINGONÇA - 1 PONTO

MEDVET

PONTUAÇÕES PROVA Nº 5 - PARTE V

Quaresma 10 2 10 2 10 2 10 2 8 1
Queluz2020 10 2 7 2 10 1 8 2 7 2
Querubim 10 2 6 1 0 0 0 0 0 0
Quick 8 1 9 1 8 2 8 2 10 2
Quim 8 2 8 1 9 2 8 2 7 2
Quim Mané 10 2 8 2 10 2 7 1 0 0
Quim Zé 9 1 10 2 10 1 10 2 8 1
Quimtrofa 10 2 10 2 8 2 8 2 8 2
Quinta da Sé 10 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Quintero Morales 7 1 8 2 8 2 8 2 7 2
Quinto Pinto 8 1 8 2 8 2 7 2 8 1
Quinto Portal 10 2 7 2 10 1 10 1 10 1
R A S D 10 2 10 2 10 2 9 1 7 2
Ra 7 1 8 2 7 1 8 2 8 2
Rabujo 10 2 8 2 0 0 0 0 0 0
Rachidd 10 2 10 2 7 1 0 0 0 0
Radialista 10 2 10 1 10 2 9 2 8 2
Raffa 10 2 7 2 0 0 0 0 0 0
Ragazza 10 2 10 1 8 2 10 1 10 2
Raimundo 8 1 7 2 8 2 8 2 7 2
Rajú 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Ramiro 10 2 8 1 10 1 10 1 10 2
Rao Kito 10 2 10 1 7 2 10 2 8 1
Rapid 7 1 8 2 8 2 7 2 8 2
Rato 8 1 8 1 8 2 8 2 8 2
Rato Sega 8 2 8 1 7 2 8 2 7 1
RCP 10 2 7 2 10 1 10 2 10 2
Real 10 2 8 1 10 2 10 2 8 1
Real House 7 2 8 1 10 2 10 2 8 2
Realeza 9 2 8 1 8 1 8 2 8 1
Rebellus 10 2 10 2 8 2 10 2 7 2
Reca 8 1 7 1 8 2 8 2 8 2
Red Lib 10 2 8 2 7 1 8 2 9 2
Red Project 8 1 6 1 0 0 0 0 0 0
Red Troop 10 2 10 1 10 2 10 1 6 1
Red Zara 10 2 10 1 8 2 8 2 9 2
Refilis Bock 10 2 10 1 10 1 8 2 8 2
Reg Div 8 1 10 1 10 2 8 2 10 1
Reginaldo 9 1 8 2 10 1 8 2 10 1
Regis 7 1 8 2 8 2 7 1 0 0
Regola 10 2 10 2 8 2 8 2 8 1
Reguso 10 2 10 2 10 2 10 2 7 2
Rei Atos 10 2 7 1 7 2 0 0 0 0
Rei Bingo 8 2 8 2 10 2 10 2 10 2
Rei Destro 10 1 8 1 8 2 8 2 8 2
Rei dos Pontos 7 1 8 2 7 2 8 2 8 1
Rei Duval 7 2 7 2 10 2 10 2 7 2
Rei Faruk 10 2 10 2 9 2 7 2 8 1
Rei Kukas 10 1 8 1 8 1 8 1 8 2
Rei Leão 8 1 8 2 8 2 8 2 9 2
Rei Midas 7 2 7 1 8 2 8 2 6 2
Rei Pedro 9 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Rei Shakal 10 2 10 2 10 2 8 2 10 1
Reinaldo 10 2 8 2 7 1 0 0 0 0
Retni 10 1 6 2 8 1 10 2 10 2
Réu Escolástico 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Rex 10 1 8 1 10 2 10 1 10 1
RFAS 8 2 8 2 8 2 8 2 7 2
Ria Sol 10 2 7 1 8 2 8 2 10 2
Riba Mar 10 2 7 2 7 1 7 2 8 2
Ribas 8 2 10 1 8 1 8 1 8 1
Ribeiro de Carvalho 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2
Ribolheiro 10 1 8 2 10 2 10 2 8 2
Ricardo Cano 7 2 8 1 8 2 8 2 7 2
Ricardo Ferreira 8 2 8 2 8 2 8 2 8 1
Ricardo Leão 8 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Ricardo Pinheiro 9 1 7 1 7 1 7 2 8 2
Rifle 8 10 2 10 2 8 2 8 1 10 1
Rigor Mortis 10 2 10 2 10 2 8 1 9 2
Rio 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Rio Santo  8 2 8 1 10 2 10 2 10 2
Rio Tagus 10 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Rip May 8 2 8 2 10 2 10 2 10 2
Ripador 8 2 8 2 10 2 10 1 7 2
Riqui 8 1 7 1 0 0 0 0 0 0
Rita 10 1 8 2 7 1 8 2 8 2
Rita Catita 10 2 7 2 8 2 7 2 8 1
Rita D 8 2 10 2 10 1 10 1 8 2
Rómulo Oliveira 10 1 10 2 8 2 8 2 8 1
Ronaldo 10 2 10 1 8 2 10 2 9 1
Roor 10 2 8 2 10 2 8 2 8 2
Rosa Espinhosa 10 2 8 1 10 1 10 2 8 2
Rosária  7 1 8 1 7 2 8 2 7 2
Rosilei 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Rubitundo 10 2 10 2 8 2 0 0 0 0
Ruca Mil 10 2 8 1 8 1 0 0 0 0
Rúgulo 8 1 8 1 10 2 8 1 8 2
Rui Afonso 9 2 8 1 8 1 8 2 10 1
Rui Balão 8 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Rui Catal 10 2 10 2 9 2 10 2 8 1
Rui Esteves 10 2 8 1 8 1 8 2 9 2
Rui Manuel 10 1 8 1 8 2 8 2 6 1
Rui Nanico 8 1 9 2 8 2 7 2 8 2
Rui Pinho 8 2 8 1 8 2 8 2 8 2
Rui Punk 10 2 10 2 10 2 8 2 10 1
Rui Vale 10 2 10 1 7 1 9 2 10 2
Rui Xabregas 7 1 8 2 8 2 8 1 8 2
Ruikov 8 2 8 1 8 1 8 2 8 1
Rusty 10 2 8 2 7 2 10 2 10 1
Ruy 7 1 7 2 9 2 8 2 7 2
RX Plural 7 1 9 1 8 2 8 2 7 2
S K 10 2 10 2 10 1 9 2 8 1
S Pedro 10 2 8 2 10 2 10 2 8 1
Sá Miranda 8 2 8 1 8 1 0 0 0 0
Sá Xábi 9 1 8 2 8 2 10 2 7 2
Sabido 7 2 8 1 7 2 0 0 0 0
Sabri 10 1 10 2 8 2 10 2 8 1
Sacov 10 1 10 1 10 2 10 2 8 2
Sadino 8 2 7 2 8 2 8 2 7 2
Safarrita 7 2 8 2 8 2 9 2 10 2
Saké 10 2 8 2 7 2 10 2 10 2
Salgado 10 1 8 1 10 2 10 2 7 1
Sall 8 2 8 2 10 2 10 2 8 2
Salomão 10 1 8 2 8 1 0 0 0 0
Salsaparrilha 8 1 7 1 0 0 0 0 0 0
Salta Poças 10 1 8 1 10 2 10 2 10 2
Salvador Rios 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Sam Spade 9 2 8 1 10 2 8 2 8 2
Samal 8 2 7 1 8 2 8 2 8 1
Samantha 7 2 8 2 8 2 8 2 8 1
Samaritano 8 2 9 1 8 2 8 2 8 2
Samarra 7 2 6 2 10 1 10 1 7 1
Samir 10 2 7 2 7 1 10 2 8 1
Samurai 10 1 8 1 8 2 10 2 7 2
Santo 10 2 8 2 8 2 10 2 8 2
Santo Trica 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Saramago 8 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Sargento Kirk 10 2 8 1 10 2 10 2 10 1
Sargento Villabuena 10 1 10 2 10 2 9 2 8 1
Sarita 8 2 8 2 7 2 9 2 7 2
Sayes 10 2 10 1 8 2 10 2 10 1
Scheideker 8 2 7 2 8 2 8 1 8 2
Scripto 8 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Sea Land 7 1 8 2 10 2 8 2 8 2
Selfmade 10 2 10 1 10 2 8 2 8 2
Selma 8 2 8 2 7 2 10 2 8 1
Semog 10 2 10 2 8 1 7 2 9 2
Sena 10 1 9 2 10 2 10 2 8 2
Senador 8 1 6 1 7 2 8 2 7 1
Senhor Porco 10 2 10 2 10 2 10 2 8 2
Sentaí 10 2 10 2 8 2 10 2 8 2
Sentinela 8 2 7 2 8 2 7 2 8 2
Serafim 10 2 8 2 10 2 10 1 7 1
Serena 10 2 8 2 7 1 8 2 8 2
Serôdio 8 1 9 1 7 2 8 2 8 2
Serpa 10 2 10 2 8 2 10 2 10 2
Serpente Cord 8 1 10 2 8 2 8 2 7 1
Serra 10 2 8 2 8 2 8 2 10 2
Serrinha 10 2 8 1 10 1 10 2 10 2
Sertório 10 2 7 1 8 2 7 2 8 2
Servo  10 2 8 2 8 2 8 2 8 1
Sesta Dourada 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Sete a Um 10 2 10 2 7 2 10 2 7 2
Setta 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Seul 8 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Seven 10 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Seyl 10 2 10 2 8 1 10 2 7 1
Shakirá 8 1 7 2 10 2 8 2 8 2
Shannadu 9 1 8 2 7 2 10 2 8 2
Shaun 10 2 8 1 8 2 10 2 8 1
Sherlock Sabão 10 2 8 2 8 2 8 2 7 1
Shol 7 2 7 2 7 1 9 1 10 2
Siarom 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Silumano 10 2 10 2 8 2 10 2 8 2
Silva 10 1 10 2 10 2 10 2 10 1
Silva Calhetas 8 2 8 1 8 1 8 2 8 2
Silva Morais 10 2 8 1 8 2 8 2 8 1
Silva Zelão 10 2 8 1 8 2 10 2 7 2
Silvana 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Silvéria 10 2 10 1 10 2 7 1 0 0
Silvério Canota 10 2 8 2 8 2 8 2 10 2
Silvia Fontes 9 2 8 2 7 1 8 2 8 1
Sims 8 1 7 2 8 2 8 2 8 2
Sindy 10 2 8 1 8 2 10 2 10 1
Sininho 10 2 10 2 8 2 10 1 10 1
Sir Balduim 10 1 10 2 10 1 8 2 7 1
Sir Bolacha 10 2 7 1 7 2 8 2 8 2
Sir Conan Doyle 7 2 8 1 8 2 7 2 8 0
Sir Dragon 10 1 8 2 8 1 8 1 8 2
Sir Francis 10 2 10 2 10 2 10 2 7 2
Sir Frank Lim 10 2 7 2 8 2 0 0 0 0
Sir Jallon 10 2 10 2 8 2 10 2 10 2
Sir Lapidus 10 2 7 1 8 1 8 2 8 2
Sir Lipton 10 2 10 2 8 2 8 2 10 1
Siro San 10 2 9 1 8 2 7 1 8 0
Sixolina 10 2 10 2 8 2 10 2 10 2
Skate Duro 10 2 6 2 10 1 8 2 7 2
Smith 7 1 8 2 7 2 8 2 8 1
Soba 10 2 8 2 10 2 10 2 10 1
Sobola 10 2 10 2 10 2 8 1 7 1
Socilock 10 2 10 2 8 2 8 2 7 2
Sofacada 8 2 7 1 8 2 8 2 7 1
Sofala 8 2 8 2 10 1 10 2 8 1
Sogid 10 2 10 2 8 2 10 2 7 1
Soldado 9 1 8 1 10 2 10 2 8 1
Solha 7 2 7 2 7 2 8 2 8 2
Solidó 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Solomio 10 2 10 1 10 1 10 2 9 1
Somadul 10 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Somaro 10 2 8 2 8 2 8 2 8 1
Sombrero 8 2 9 2 8 2 8 2 7 2
Sónia Valeira 8 1 10 2 10 2 8 2 6 2
Soon 10 2 8 1 7 2 8 2 8 1
Sorgan 10 2 10 2 8 2 10 2 10 2
Sorosa 7 2 8 2 10 1 10 2 10 1
Sortus 8 1 8 2 10 2 10 2 10 1
Sossavart 10 2 10 2 10 2 10 2 8 2
Sota 10 1 10 1 8 2 8 2 7 2
Sotil 7 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Soutelo 8 1 9 2 10 2 8 2 8 1
Special 10 2 10 1 10 2 10 1 10 1
Special One 10 2 10 2 10 2 8 2 7 1
Spice Girl 10 2 8 2 7 1 8 2 7 2
Spiridon 10 2 9 1 10 2 8 2 8 1
Spirou 10 2 8 2 8 2 8 2 10 2
Srimp 8 2 8 1 8 2 7 2 0 0
Stanley Roy 8 2 8 1 8 1 10 2 7 1
Start Pool 10 1 8 2 8 2 9 2 8 1
State 01 10 2 7 2 10 1 10 2 10 2
Stepup 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Stic 10 2 8 1 10 2 8 2 10 2
Stimpo 8 1 8 1 10 2 8 2 10 2
Streta 8 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Stulli Gal 9 2 8 1 8 1 9 2 8 1
Stum 8 2 10 1 10 2 8 1 8 2
Submar 10 1 10 2 10 2 8 2 7 2
Sul Airam 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2
Sulipa 10 2 10 2 10 1 7 2 8 1
Sulmar 10 2 10 1 8 2 10 2 10 1
Sultão 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Sultão Zonzo 8 2 8 2 8 2 8 2 7 2
Suna Tarik 8 1 8 1 7 2 8 2 8 1
Sunita 10 2 10 1 8 2 8 2 8 2
Super Alpha 10 2 10 2 8 2 7 2 7 2
Super Beta 10 2 10 1 8 1 8 2 6 1
Super Cola 10 1 10 1 10 2 8 2 10 2
Super Dragon 10 2 10 2 10 2 8 2 8 1
Super Homem 8 2 9 2 8 2 6 2 9 2
Super Jack 10 2 8 2 8 2 0 0 0 0
Super Light 7 2 6 1 0 0 0 0 0 0
Super Man 8 1 7 2 10 2 10 2 10 2
Super Tónio 10 2 10 2 7 2 8 2 8 1
Super Xis 10 2 8 2 10 1 8 2 8 2
Superior 10 2 8 2 10 1 8 2 7 1
Suraia 10 2 8 1 8 1 10 2 10 2
Surra 7 1 8 1 8 2 7 1 0 0
Surrela 10 2 10 2 9 1 8 2 8 2
Susso 8 2 7 2 8 2 8 2 8 2
Syd 10 2 10 2 10 2 8 2 7 1
Syriza 10 2 10 2 10 2 10 2 8 2
T Al 10 2 10 1 10 1 8 2 10 2
T Antenor 7 2 8 2 8 1 10 2 8 2
T Brilhante 9 2 8 2 8 1 7 1 8 1
T Elliot 10 1 10 2 8 2 8 2 7 2
T Mélia 8 2 7 1 8 1 8 2 6 1
T T 10 2 10 2 7 2 8 2 8 2
T Xara 8 2 8 2 10 1 10 2 10 1
T&Q 8 1 9 1 8 2 7 2 8 2
Taar 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2
Tabalo 10 2 8 2 8 2 8 2 7 2
Taka Takata 7 2 8 1 8 1 8 2 8 1
Talismã 10 2 10 2 8 2 8 1 8 2
Tamisa 10 2 7 2 8 2 7 2 7 2
Tânia Brito 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Tânia Morcela 10 2 10 1 10 2 8 2 8 2
Tanino 10 2 10 1 8 2 10 2 10 1
Tanita Tananca 10 2 10 1 10 1 0 0 0 0
Tanka Tânya 10 1 10 1 10 2 10 2 7 2
Tanoeiro 7 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Tanso Tenso 8 2 8 2 8 1 8 2 8 1
Tantan  10 2 7 2 8 2 8 2 8 2
Tao Li 8 1 8 2 8 2 8 2 10 2
Tao Tao 10 2 9 2 7 2 8 2 7 2
Tapico 10 2 10 2 8 2 8 2 8 1
Tapioca 10 2 10 2 10 1 8 2 8 2
Tara 7 2 8 1 8 2 8 1 8 1
Tara Kali 8 2 8 1 8 2 0 0 0 0
Tarano 10 2 10 2 7 2 7 2 8 2
Tarântula 10 2 10 2 8 2 8 2 8 1
Tareco 7 1 7 1 8 2 8 2 7 1
Tari 8 2 8 1 8 1 0 0 0 0
Tarik Az 8 1 8 1 8 2 7 2 6 2
Tarra 10 2 10 2 8 2 10 2 10 1
Tarra Mecce 10 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Tartufo 10 2 8 2 10 2 10 2 10 1
Tascoto 8 2 8 1 8 1 7 1 7 1
Tassolino 7 1 8 2 8 2 8 2 8 2
Tavirense 10 2 10 2 7 2 8 2 8 2
Tazo 10 2 10 1 10 2 10 2 7 2
Teatrina 10 2 10 2 8 1 8 2 8 2
Teia 8 2 6 2 0 0 0 0 0 0
Teia da Morte 7 1 9 1 10 2 8 2 10 2
Telma Sousa 8 2 8 1 8 2 8 2 7 2
Telmo Fischer 7 2 8 1 0 0 0 0 0 0
Tena 8 2 8 2 10 1 10 1 10 1
Tenente Lis 10 2 10 1 7 2 0 0 0 0
Tenzing 8 1 8 2 8 2 8 2 8 2
Teodoro Morais 10 2 10 1 8 2 7 2 8 2
Teresa 10 2 10 2 7 2 8 2 7 2
Teresa Afonso 10 2 10 2 10 2 10 2 0 0
Teresa Belita 8 1 8 1 10 1 7 2 7 1
Teresa Cádis 7 2 8 1 8 2 8 2 8 2
Teresa Diana 10 2 7 1 8 2 0 0 0 0
Teresa M 10 2 10 2 8 2 10 2 8 2
Teresa Pina 10 2 8 2 10 2 8 2 7 1
Teresa Z 10 2 10 2 7 2 9 1 8 2
Terramar 8 1 8 1 8 1 8 2 8 2
Testa Rossa 10 2 10 2 10 2 10 2 8 1
Testudo 10 2 10 2 10 2 8 2 9 2
Tetra 7 1 8 2 10 2 10 2 10 2
Tevê 9 2 8 1 8 1 0 0 0 0
The Arciolan 9 2 10 2 10 2 10 2 7 1
The Beatles 10 2 7 1 8 1 8 2 8 2
The Bilas 10 2 8 1 8 1 8 1 8 2
The Bizard 10 2 10 2 8 1 8 2 8 2
The Bocas 7 2 8 1 8 1 7 2 0 0
The Boss 10 2 10 2 7 1 0 0 0 0
The Carol 8 2 10 2 8 2 8 2 8 1
The Charlotte 8 2 8 2 8 2 8 2 8 2
The East-Least 10 2 10 1 8 2 7 2 8 2
The Indian 10 2 10 1 10 2 8 2 10 2
The Japan 10 1 10 2 8 2 7 2 7 1
The Jubber 8 2 10 2 10 1 8 1 6 2
The Lartiste 8 2 8 1 8 2 7 2 8 1
The Lion King 10 2 10 2 8 2 10 2 8 1
The Liric 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
The Lucas Star 10 2 8 2 7 2 8 2 9 2
The Marvel 8 2 10 2 8 2 8 2 8 2
The Special 8 2 8 1 8 2 0 0 0 0
The Xica Light 9 1 8 2 7 2 10 1 8 1
The Zanath 10 2 10 1 9 1 8 1 8 2
Thomas 10 2 10 2 10 2 10 2 7 2
Tia Larocas 7 1 8 2 10 2 10 2 8 1
Tia Mia 10 2 10 2 10 1 8 2 8 1
Tiago Vez 8 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Tiago Vitória 8 2 8 2 8 2 8 2 7 2
Tião 10 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Tiazinha 7 2 8 1 7 2 7 1 0 0
Tifany 10 2 10 2 8 1 0 0 0 0
Tigana 10 2 10 2 10 2 7 2 0 0
Tiger List 8 1 8 2 9 2 8 2 8 1
Tijuana 8 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Tiko 10 2 10 2 7 1 8 2 10 2
Tilim 10 1 10 1 8 2 7 1 0 0
Tillo Boss 7 1 8 2 8 2 8 2 8 1
Timão 8 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Tino 8 2 8 2 8 2 8 2 7 2
Tino Abreu 10 2 10 1 10 2 8 2 10 2
Tino Banonas 10 2 10 2 7 2 10 2 10 1
Tino Elias 7 2 7 2 8 2 8 2 7 1
Tino Serra 8 2 8 1 8 2 8 2 8 2
Tino Serrão 8 1 8 1 8 1 10 2 10 1
Tinov 10 2 8 2 7 2 9 1 7 2
Tio Nacho 10 2 9 2 8 2 9 2 8 2
Tio Olhinhos 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Tiranossauro 10 2 10 2 8 2 8 2 8 2
Tiranus 10 2 6 2 0 0 0 0 0 0
Tiro Certeiro 8 1 8 2 8 2 8 1 8 1
Tirolês 10 2 8 1 8 2 8 2 7 2
Titta 9 1 8 2 7 2 8 2 8 2
Titus Smiley 7 2 7 2 8 2 7 2 8 2
Tlocaletla 10 2 8 1 10 1 10 2 6 2
10 2 10 2 8 2 10 2 8 1
Tó Almeida 8 1 7 2 8 2 8 2 8 2
Tó Azinho 8 1 8 1 8 2 8 2 8 1
Tó Barbosa 7 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Tó Bimbo 10 2 8 2 8 1 8 2 7 1
Tó Corneta 10 2 10 2 10 2 7 2 8 1
Tó Dani 10 2 10 1 7 2 10 2 10 1
Tó Jó 8 1 7 2 8 2 8 2 7 2
Tó Mané 10 2 8 1 8 1 8 1 8 2
Tó Nano 10 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Tó Olavo 10 2 8 1 8 2 7 2 8 1
Tó Oliveira 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Tó Santos 10 2 8 1 8 2 10 1 10 1
Tó Serra 10 2 8 1 8 2 10 2 8 1
Tó Silva 8 1 8 2 7 2 8 2 8 1
Tó Zé 8 1 9 1 8 2 8 2 7 2
Tobuz 10 2 6 2 8 1 10 2 10 2
Tocali 10 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Today Good 10 2 10 2 8 2 10 1 8 1
Toddy Bell 10 2 10 1 10 2 8 2 7 1
Tofim 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Tola Big 10 2 8 1 8 2 7 2 9 2
Tola de Platina 7 1 7 2 0 0 0 0 0 0
Tola Meco 10 2 10 2 10 2 8 2 6 1
Tolas 10 2 10 2 8 1 8 2 8 2
Tolentino 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2
Tolidó 7 2 8 2 7 2 10 1 8 1
Tolinhas 10 2 8 1 8 2 7 2 7 1
Tollan 8 1 8 1 8 1 10 1 10 2
Tondelão 8 2 7 2 0 0 0 0 0 0
Tongo 10 2 8 2 10 2 8 2 8 2
Toni Pratas 7 1 8 1 8 2 8 2 10 2
Tordo Picão 8 1 10 2 8 2 8 1 8 1
Tortulho 10 2 10 2 8 2 8 2 8 2
Tournesol 10 2 10 2 8 1 7 2 7 1
Toy 10 2 8 2 10 2 10 2 8 2
Toygrosso 10 2 10 2 10 2 8 1 8 2
Tracy 8 2 8 1 10 2 10 2 10 2
Trapalhonni 7 1 7 1 7 2 8 2 7 2
Tre Moço 8 2 8 2 8 1 8 2 8 1
Trecolareco 10 2 10 1 10 2 8 1 8 2
Treko 10 1 10 1 10 2 10 2 8 2
Tremble 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Tretas 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Tríade Doyrada 8 2 8 2 8 2 8 1 8 2
Trianon 10 2 8 1 8 2 8 2 10 1
Triartur 9 1 10 1 7 1 10 2 7 1
Triatleta 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Trinca Espinhas 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Trinitá 10 2 10 2 8 2 10 2 8 1
Trinor 10 2 9 2 8 2 8 2 8 2
Trio Coxo 8 2 8 2 10 2 8 2 8 2
Trio Plasma 7 2 8 2 8 2 10 1 10 1
Tripeiro 10 2 8 2 10 1 10 2 10 2
Triplo A 10 2 8 2 10 2 10 2 8 2
Trish 8 1 7 1 0 0 0 0 0 0
Tritão 10 2 8 2 9 2 8 2 10 2
Trivela 7 1 10 2 8 2 8 2 8 2
Tro(i)ka 8 2 7 2 10 1 8 2 8 1
Troca Tintas 8 2 8 1 10 2 8 1 8 2
Troca Troika 10 2 10 2 8 2 7 2 8 1
Troikeiro 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2
Troikinha 10 1 10 2 10 2 8 2 7 2
Troikosta 10 2 10 2 10 2 7 2 8 2
Troll 10 2 5 2 0 0 0 0 0 0
Trombone 10 2 5 1 0 0 0 0 0 0
Tropa K 10 2 10 1 10 2 9 2 8 2
Tropez 10 2 10 2 8 1 8 2 8 1
Trotinetas 10 2 10 2 8 2 8 2 8 2
Trovador 10 2 8 1 8 2 10 1 10 2
Truck Man 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Tu Sipras 8 2 10 2 10 2 10 2 8 2
Tube Borges 8 2 7 1 8 1 8 2 8 2
Túlipa Negra 10 2 10 1 8 1 8 2 8 1
Turista 10 2 10 2 8 1 8 2 8 2
Turpim 10 1 10 1 8 2 8 2 7 2
Tuta & Tita 8 2 9 1 8 1 9 2 8 1
Tutano Dourado 8 2 9 2 8 2 8 2 7 2
Tuxa 7 1 8 2 7 2 7 2 8 2
Twenty Four 8 2 7 2 9 2 8 2 6 1
Txis 10 2 10 2 8 2 8 2 6 1
U 10 2 10 1 8 2 8 2 10 2
U Ecco 10 2 8 2 8 1 0 0 0 0
Ubaldo Pinoia 10 2 8 1 9 2 10 2 10 2
Ubi 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2
Ubulino 10 2 8 1 8 2 8 2 8 1
Uburu 8 1 10 2 8 2 10 2 7 2
Udaca 7 2 8 1 10 2 10 2 8 2
Udino 10 2 10 2 10 2 8 2 10 2
Udorico 9 2 10 2 8 1 8 2 8 1
Uducuru 8 1 8 2 10 2 10 1 10 2
Udumastic 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Ufo 10 2 8 2 10 2 7 2 8 2
Uidiu 7 2 8 2 8 2 8 2 8 1
Ultra 10 2 8 1 8 2 8 2 8 1
Uniaque 10 2 10 2 10 2 8 2 7 2
Unicafor 8 1 8 1 10 2 8 2 8 2
Unilateral 10 2 10 1 10 2 8 2 10 2
Unima 10 2 10 2 8 2 7 2 8 1
Universal 8 2 6 2 0 0 0 0 0 0
Uno 10 2 7 2 9 2 10 2 10 2
Urso Pardo 10 2 8 2 9 2 8 2 8 2
Urso Sentado 10 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Urso Zaruco 8 1 9 2 7 1 10 1 10 1
Ursulino 9 1 8 1 8 2 8 2 7 2
Urtigas 7 1 8 2 8 2 8 2 8 2
Vampirina 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2
Vampiro Azul 10 2 10 2 8 2 8 2 8 1
Vampiro do Ó 10 2 10 2 8 1 7 2 9 1
Vampiro Sapão 8 1 8 1 8 1 8 2 8 2
Van Biz 8 1 8 1 0 0 0 0 0 0
Van Duc 10 2 8 1 7 2 8 1 8 2
Vanda Silva 10 1 10 2 8 2 10 2 10 2
Vânia 7 2 7 2 10 2 10 2 8 1
Vari Sela 10 2 10 2 10 2 10 2 8 2
Vasco Vaz 10 2 10 2 8 2 8 2 10 2
Vasquinho 10 1 8 2 8 1 8 1 8 1
Vasquito 8 2 8 1 10 1 10 1 8 2
Vata 10 2 10 2 8 1 8 2 7 2
Vendedor Pirado 9 2 10 2 10 2 8 2 8 1
Ventoinha 10 1 7 2 0 0 0 0 0 0
Vénus 10 2 10 2 8 2 8 2 0 0
Vera 10 2 10 1 10 2 8 2 8 2
Vera Lopes 10 2 7 2 8 1 8 1 8 1
Vera Xara 8 2 7 1 8 2 8 2 9 2
Vercce 10 2 10 2 10 2 8 2 10 2
Verde Smart 10 1 10 2 10 2 9 2 8 1
Verdilhão 8 2 8 1 7 2 10 2 8 1
Vespa 8 2 8 1 8 1 8 2 8 1
Vetamina 10 2 10 2 10 2 8 2 7 2
Vetux 10 1 10 2 10 2 10 1 10 1
Vi Da 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2
Via Verde 9 2 8 2 8 1 8 2 8 2
Vicente 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Vicente Catruz 8 2 10 2 10 2 8 1 8 2
Vidal 10 2 10 2 8 2 10 2 10 2
Vidal Cancela 10 1 8 2 8 2 7 2 0 0
Vigantol 10 2 10 2 8 1 10 2 10 1
Vikew 8 2 8 2 8 2 8 1 8 2
Villamorena 8 2 10 2 10 1 8 2 8 2
Vimaranense 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Violinista 10 2 10 2 9 2 8 2 7 1
Violino 8 2 8 1 8 2 8 2 8 1
VIP 10 2 8 1 7 1 7 2 0 0
Virgílio 10 1 8 1 7 2 8 1 8 2
Virgílio Silva 9 1 0 0 0 0 0 2 0 1
Viriato 10 2 10 2 10 2 10 2 8 2
Virmancaroli 0 0 9 0 0 0 0 0 0 0
Virola 7 2 7 2 8 2 8 2 8 2
Virtual Boss 8 2 8 1 8 2 8 1 10 1
Visco Sagrado 8 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Visionário 10 2 10 2 10 1 8 2 10 2
Vítor Maria 8 2 8 2 8 2 9 2 8 2
Vítor Patrício 10 2 10 2 8 2 10 2 10 1
Vitorino 8 2 8 2 10 2 8 2 7 2
Vizinho Cusco 7 2 8 1 7 1 8 2 8 2
Voar Raov 10 2 10 2 10 1 8 2 8 2
Vodinar 10 1 10 1 8 2 8 2 7 2
Von Haan 10 2 10 2 8 2 8 2 8 1
Von Herman 8 1 8 1 8 2 9 1 9 2
Von Strugger 10 2 10 1 10 1 8 2 6 2
Vulcão 10 2 7 2 0 0 0 0 0 0
Vulk 8 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Vuvu 10 2 10 2 8 2 8 2 8 2
Wagner Cuba 10 2 10 2 10 2 8 1 8 1
Walking Pass 10 2 10 1 8 1 8 2 7 2
Wanda 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Wanda Mila 10 2 10 2 8 2 8 2 8 2
WB 8 2 8 1 10 2 10 2 10 1
Werr 8 1 8 1 0 0 0 0 0 0
Westblog 10 2 10 2 10 2 10 2 8 1
White Brick Hall 10 1 10 1 10 1 8 2 8 1
White Laser 8 2 8 1 8 2 8 2 8 2
Wimpee 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Wimsey 10 2 9 1 8 2 10 2 8 2
Wipp 10 2 7 2 10 2 8 1 8 2
Wolfe 10 2 8 2 10 1 10 2 10 1
Wood Casual 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Www 10 2 8 2 8 2 8 2 8 2
X 10 2 8 2 8 2 8 1 8 2
X Edevaldo 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0
X P T O 10 2 10 2 10 1 7 2 7 1
X Y Z 10 2 10 2 8 2 8 2 8 1
X2 Oz 10 2 8 1 8 2 8 1 8 1
10 2 9 1 7 2 8 2 8 2
Xabi 10 1 8 2 9 2 10 2 8 2
Xabrês 8 1 7 1 0 0 0 0 0 0
Xakal 10 2 10 2 10 1 8 2 10 2
Xanfras 8 2 10 1 8 2 8 1 8 1
Xappo 10 2 10 2 8 2 8 2 8 2
Xeltox 10 2 8 1 8 2 7 2 8 2
Xeretta 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Xico Esperto 10 2 7 2 10 1 8 2 9 2
Xico Gordo 10 2 8 2 7 2 8 2 8 1
Xico Milas 10 2 8 2 8 2 10 2 10 1
Xila 8 2 8 1 8 2 8 2 8 2
Xilindró 44 9 2 7 2 0 0 8 0 8 0
Xiripiti 8 2 10 2 10 1 8 2 8 2
Xis 10 2 10 1 10 2 7 2 7 2
Xlem 10 1 10 1 10 2 10 2 10 1
Xóxó 7 2 8 1 8 2 8 2 8 1
Xuta & Corre 8 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Ya Meu 10 2 8 2 8 1 8 2 8 1
Yahoo 10 1 10 1 10 2 8 1 8 2
Yang Chan 8 1 8 2 7 2 8 2 7 2
Yannik 8 1 8 1 8 1 9 2 10 2
Yek 10 2 8 2 8 2 8 2 8 1
Yrinn 10 2 7 2 8 2 6 2 8 2
Yull 10 2 8 2 10 2 10 2 10 2
Yut Agar 10 2 10 2 10 1 10 1 10 2
Yutelmi 8 1 8 1 7 2 8 2 8 2
Z 10 2 8 1 10 1 8 2 8 2
Z L R L 10 2 10 2 8 1 8 2 7 1
Z P 10 2 10 2 10 1 8 1 8 2
Zaah 8 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Zabiá 10 2 10 2 10 2 8 2 9 1
Zana Xita 10 1 8 2 7 2 8 1 8 2
Zappa 10 1 9 1 10 1 10 1 0 0
Zarco 10 2 7 1 8 2 10 2 10 2
Zarim Gago 8 2 8 2 8 2 8 2 8 2
Zarú 8 2 8 2 8 1 9 1 8 1
Zázá 10 2 10 2 10 2 8 2 10 2
Zazu Trevo 10 1 7 1 0 0 0 0 0 0
10 2 9 1 10 2 10 2 10 2
Zé Alberto 10 2 8 2 10 2 10 2 8 2
Zé Bacalhau 10 2 10 2 8 2 8 2 0 0
Zé Bagulho 8 1 8 1 8 2 8 1 10 2
Zé Carioca 10 2 8 1 8 1 8 2 8 2
Zé de Nisa 10 2 8 2 7 2 8 2 8 1
Zé do Castelo 10 2 10 1 8 2 7 2 9 2
Zé Elástico 8 1 8 1 8 2 8 1 8 2
Zé Faneca 9 2 10 2 7 2 8 2 8 2
Zé Ferry 10 2 10 2 10 1 9 2 8 2
Zé Hilário 10 1 10 2 10 2 8 2 8 2
Zé Ireneu 10 2 10 1 8 2 8 2 6 2
Zé Janeca 10 2 10 2 10 2 7 2 8 1
Zé Jonas 10 2 8 1 8 1 8 2 7 2
Zé Matulão 8 2 8 2 9 1 8 2 8 2
Zé Maurício 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Zé Mula 10 2 10 1 7 2 10 1 10 2
Zé Noras 10 2 8 1 8 2 8 2 8 1
Zé Pinhão 10 2 8 1 8 1 8 2 8 2
Zé Portuga 8 1 8 2 8 2 8 2 7 2
Zé Puré 10 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Zé Rambo 10 2 10 1 10 2 8 2 10 1
Zé Tónio 10 2 10 1 10 2 8 2 8 2
Zé Valente 8 2 8 1 8 2 8 1 8 2
Zé Vilela 7 2 8 2 8 1 8 2 9 1
Zé Vinhais 8 2 8 2 10 2 10 2 10 2
Zé Xarope 10 1 7 2 7 1 7 2 8 1
Zé Zarolho 10 2 10 2 7 2 10 2 10 1
Zé Zero 10 2 10 2 10 2 10 2 8 1
Zeca 10 2 10 2 8 2 10 2 10 2
Zeca Catita 8 1 8 2 8 1 0 0 0 0
Zeca Lupas 10 2 10 2 8 2 8 2 8 2
Zeca Poirot 10 2 8 2 7 2 8 2 8 1
Zélia 10 2 9 1 8 2 8 1 7 2
Zendoff 9 2 8 1 7 2 8 2 8 2
Zermú 10 1 6 1 0 0 0 0 0 0
Zezé 10 2 10 1 10 2 9 2 10 2
Zezé Gordo 10 2 10 2 8 2 10 1 8 2
Zona J 8 2 8 1 9 2 10 2 10 1
Zorba Syriza 10 2 10 2 8 1 10 2 10 2
Zorro 10 2 7 2 0 0 0 0 0 0
Zubiabá 7 2 8 1 9 2 8 2 8 2
Zubulanda 10 1 10 1 9 2 10 2 8 2
Zuca Maria 10 1 8 1 10 2 7 1 7 1
Zurc 10 2 10 2 10 2 8 2 10 1
Zurrapão 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2
Zuzarte 10 2 8 2 0 0 0 0 0 0
Zzz 10 2 8 1 10 2 10 2 10 2