domingo, 18 de novembro de 2018

POLICIÁRIO 1424




AS AVENTURAS DO INSPECTOR AMBRÓSIO

Embora com atraso, encerramos hoje a competição de 2018, com a publicação do derradeiro desafio. Não é o que estava destinado, porque não foi possível confirmar certos elementos que eram fundamentais para a solução, mas nem por isso deixa de ser um bom teste para os “detectives” e decisor de todas as classificações.
A carência de produções origina casos como o que vivemos esta época e faz repensar muito bem o futuro que queremos para o Policiário. Digamos, para já, que vamos meditar sobre tudo o que vivemos e tentar encontrar novos caminhos para o nosso passatempo, com a ajuda de todos os confrades.

CAMPEONATO NACIONAL E TAÇA DE PORTUGAL – 2018
PROVA N.º 10 – PARTE I
“MEMÓRIAS DO INSPECTOR AMBRÓSIO” - Original de NORDI

Uma das figuras mais emblemáticas da polícia, em todas as eras, que ainda hoje municia as grandes histórias da corporação, chamava-se Ambrósio e nada tinha a ver com o célebre motorista que adoçava a boca à madame. Este era ridiculamente minúsculo, enfadonho, sem qualquer rasgo de sabedoria ou de fanfarronice. Era um verdadeiro “cromo”, que certamente passaria despercebido, não fosse a intervenção, em contraponto, do agente Lima, um tipo engraçado, sempre com uma boa tirada a cortar os momentos mais tensos.
O Ambrósio, apesar de tudo, foi um grande “malandro” na sua juventude, nada parecido com o que se tornou. Contava as suas aventuras, provavelmente com algumas “inovações” e uma das mais paradigmáticas foi quando terminou a sua formação na polícia e resolveu ir dar uma volta até Estocolmo, ao volante do seu carro, Europa acima!
O carro era um velhinho Taunus, pesadão, com mudanças no volante e ainda havia a gasolina normal e super. Como não havia informação, foi metendo a que estava mais à mão e daí não veio mal ao mundo, porque acabou por chegar ao seu destino, depois de passar por Amesterdão e assistir à final dos campeões europeus que o Benfica, o seu Benfica conquistou e cujo bilhete exibia com um orgulho do tamanho do mundo.
Contou que ao chegar a Estocolmo, com o passaporte bem carimbado, estranhou quase tudo, desde o clima até ao feitio das pessoas. Como o trânsito era infernal em ambos os sentidos da rua em que tinha alojamento e o estacionamento extremamente complicado, resolveu ir para um parque público assinalado, que ficava nas traseiras dos prédios e, sempre de forma cautelosa, percorreu os 50 metros que o separavam de um portão onde apenas passava uma viatura de cada vez, virando então à direita até aproximar a frente à barreira amovível. Baixou o vidro, rodando a manivela, mas em vez de ficar frente a frente com o porteiro – cobrador, apenas viu uma parede compacta, branca.
- Raios, pensou, já fiz asneira e da grossa! Este portão é para saída!
Furiosamente, meteu a marcha atrás e começou a recuar, porque os suecos eram uns cumpridores militantes das regras e quase de certeza que ia saltar uma multa bem durinha e dolorosa. Tudo o que conseguiu foi ficar com a traseira do carro a escassos centímetros de uma viatura da polícia que estava a circular e ficou-lhe na retina a cara carrancuda do agente ao sair do carro, como que a antecipar o banquete de multas que se avizinhava.
Por gestos, sinais e alguns sons aparentados com a língua inglesa, procurava explicar que era português, se tinha equivocado e não tivera qualquer intenção de causar problemas. Logo reparou que o guarda do parque se aproximava, também ele com ar de poucos amigos, a exigir que desobstruísse o portão.
- De certeza que te multaram por entrares ao contrário! E foi muito bem feito! – gozavam os colegas, fartos de ouvirem a história.
- Não, para alguma coisa serviu o crachá! Assim que o agente viu que eu era polícia em Portugal, mudou logo a carranca e mandou o guarda do parque lá para dentro!
- Não acreditem! – “picava” o Lima. Um polícia sueco jamais deixaria de multar! Eles nem perdoam à família, quanto mais a um colega! Houve multa, claro! Houve, ou não houve?
O Ambrósio assentiu com a cabeça:
- É verdade, houve multa por manobra perigosa, mas ficou suspensa de bom comportamento até abandonar o país. Acabei por ganhar um amigo, ele arranjou-me um lugar para estacionar no parque da polícia, mostrou-me a cidade e foi um camarada. Nunca mais o vi, mas às vezes mando-lhe uma mensagem e vamos comunicando.
- Que história mais estapafúrdia! – comentou o Lima. Se eu não conhecesse bem o Ambrósio, diria que era um mentiroso, mas como conheço e já ouvi esta história milhares de vezes…
E você, caro leitor, acredita? Ou há mais coisas que o Inspector Ambrósio não contou? Justifique as suas conclusões.

E pronto.
Começa agora o trabalho dos “detectives”, no sentido de elaborarem um relatório que responda às dúvidas constantes do problema. O prazo para o fazer decorre impreterivelmente até ao próximo dia 15 de Dezembro. Chamamos a atenção e fazemos o alerta para que não haja atrasos, uma vez que cada dia vai contar para a apoteose final da divulgação dos resultados, “ao vivo” e em directo no nosso blogue Crime Público (http://blogs.publico.pt/policiario) na noite da passagem de ano. Após o dia 15, as propostas de solução poderão não ser consideradas.
O envio dos relatórios, como sempre, deve ser efectuado:
  - Pelo Correio para Luís Pessoa, Estrada Militar, 23, 2125-109 MARINHAIS;
- Por entrega em mão ao coordenador da secção, onde quer que o encontrem.
Boas deduções!

  

sábado, 17 de novembro de 2018

domingo, 11 de novembro de 2018

POLICIÁRIO 1423




MATARAM O SENHOR RIBEIRO

As dificuldades sobre a primeira parte da prova n.º 10 mantém-se, razão pela qual avançamos para a parte II, com a promessa de que o problema faltoso será publicado, sem falta, na próxima semana, concluindo mais um ano de competição.

CAMPEONATO NACIONAL E TAÇA DE PORTUGAL – 2018
PROVA N.º 10 – PARTE II
“SÁBADO SANGRENTO” – Original de TROLL

O domingo amanheceu frio, apesar da Primavera estar há muito instalada. Nos campos aumentava a azáfama, que na agricultura, como sempre dizia o senhor Ribeiro, nunca havia tempos mortos, nem horas de estar de papo para o ar.
O sábado foi de alguma emoção pelo registo da chegada do “menino” Gaspar, que apesar de não ser propriamente um menino, para toda aquela gente jamais deixara de o ser. Há uns anos abandonou a quinta e partiu, zangado com o pai Ribeiro e nunca mais deu notícias, nem uma palavra. Regressou agora, como se nunca tivesse partido, respirando boa saúde e, mais surpreendentemente, boa aúde financeira, já que ostentava uma viatura de alta cilindrada, vestuário de excelente qualidade e carteira recheada. Parecia que queria mostrar ao pai e a todos, que não precisava deles para nada.
No sábado à tarde, percorreu a propriedade, como que a matar saudades e no final da tarde esteve com o pai no escritório, aparentemente em boa cavaqueira e concórdia, como testemunharam todos os empregados da casa. Parecia que nada tinha havido entre eles.
Pelas 19 horas, o senhor Ribeiro anunciou ao filho que ia receber Macário,o contabilista, com quem teria de discutir algumas questões e despediu-se, já que Gaspar ia sair para jantar em Lisboa, onde o esperavam alguns amigos. Pelas 20 horas, depois de 40 minutos de viagem e mais uns tantos para procurar estacionamento, Gaspar estava em alegre convívio em Lisboa.
Regressou à quinta nos alvores de domingo, muito bem bebido e meio descomposto, sendo amparado pelos empregados e conduzido ao quarto, tendo caído em cima da cama, onde ficou a ressacar ruidosamente.
Pelas 10 horas, a estranheza da ausência do senhor Ribeiro, um facto absolutamente inédito, tanto mais que normalmente era o primeiro a acordar, fez com que fossem bater à porta do quarto, não o encontrando. Dado o alarme, a procura não foi longa porque o cadáver estava no escritório, na poltrona onde se sentava frequentemente para ler ou apenas para beber um brandy, no final de cada dia e onde falava com os seus convidados.
Aquela mansão enorme, só tinha vida durante o dia, com os criados a tratarem de todos os pormenores e limpezas, porque o senhor Ribeiro fazia questão de lhe dar o aspecto e a vida de quando a mulher era viva e o filho corria por aqueles corredores, em algazarra. Agora, logo que a noite se aproximava, comia qualquer coisa frugal, dispensava os empregados que iam para os respectivos aposentos, em outro edifício e ficava só, primeiro com os seus apontamentos, porque tinha o hábito de escrever todos os passos e conversas diárias, num caderno de folhas soltas perfuradas, que ia alinhando dia após dia e mais tarde com os seus pensamentos e memórias, afundado naquela poltrona, até ser hora de se deitar, após um bom e reparador banho.
Nesta noite, a rotina foi travada por um tiro desferido na têmpora direita, a curta distância, pela pistola que estava no chão, junto da sua mão. Não havia mais qualquer indício da violência que ocorreu naquele compartimento, inspeccionado ao milímetro.
- Quando me fui embora, o meu pai ficou muito bem. Ia receber o senhor Macário para discutir com ele não sei o quê. Eu saí directamente para o carro e fui para Lisboa jantar e conviver com amigos, não sei de mais nada. Ele tem um caderno onde aponta tudo, mas não sei onde o guarda.
- Estou muito abalado. O senhor Ribeiro e eu conhecemo-nos desde sempre. Sou filho da Maria, que foi governanta desta casa desde os tempos da senhora e foi graças a ele que consegui estudar e tirar o meu curso de contabilista. Estou mesmo muito abalado. Ontem o senhor mandou chamar-me, não sei para quê, porque quando cá cheguei bati à porta mas não tive resposta. Ainda insisti, mas como era habitual o senhor adormecer na poltrona, não o quis perturbar. Era frequente acontecer isso e a princípio eu acordava-o, mas ele dizia-me que quando estava cansado não tratava de assuntos e adiava a conversa para o dia seguinte. Deixei de o acordar. Bato à porta e se ele me manda entrar, entro, se não há resposta, vou embora e volto no dia seguinte. Foi o que fiz.
- Eu sou o Manel, empregado do senhor Ribeiro. Ontem vi o menino ir embora e passado algum tempo entrou o senhor Macário, que não se demorou muito. Não entrou mais ninguém porque sou eu que faço a última ronda em redor da casa para verificar janelas e portas. Se pode ajudar, o senhor Ribeiro tem um caderno onde aponta os seus encontros e conversas logo que as acaba, para não se esquecer. Talvez lá esteja qualquer coisa.
O Inspector encontrou o caderno na gaveta da secretária. No dia, lia-se a data e descrição do que fora feito e falado e nele constava que se ia encontrar com o filho no final do dia, mas não tirava conclusões sobre o que falaram. Na folha seguinte, relatava-se o encontro com Macário sobre o modo de pagar aos homens que foram contratados nesse dia para ajudarem na poda das videiras.
A – Foi Gaspar;
B – Foi Macário
C – Foi Manel:
D – Foi suicídio.

E pronto. Resta aos “detectives” indicarem a alínea certa, impreterivelmente até ao próximo dia 15 de Dezembro, podendo usar um dos seguintes meios:
  - Pelo Correio para Luís Pessoa, Estrada Militar, 23, 2125-109 MARINHAIS;
- Por entrega em mão ao coordenador da secção, onde quer que o encontrem.
Boas deduções!







sábado, 10 de novembro de 2018

CLASSIFICAÇÃO DIC ROLAND - AS MELHORES


PROVA N.º 7

1.º MISTER H - 5 PONTOS
2.º DANIEL FALCÃO - 4 PONTOS
3.º BÚFALOS ASSOCIADOS - 3 PONTOS
4.º DETECTIVE JEREMIAS - 2 PONTOS
5.º ZÉ - 1 PONTO

CLASSIFICAÇÃO DIC ROLAND - AS MELHORES


RECTIFICAÇÃO

Como é fácil de verificar, houve um engano na atribuição das pontuações desta classificação na prova n.º 7.

O confrade MISTER H somou os 5 pontos em disputa e não o confrade INSPECTOR ARANHA, que foi por ele eliminado.

O erro, naturalmente involuntário, é da nossa inteira responsabilidade e dele apresentamos as nossas desculpas aos  "detectives" directamente envolvidos e a todos os confrades.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

ANTEVISÃO DA EDIÇÃO 1423



CLASSIFICAÇÃO DIC ROLAND - AS MELHORES

DIC ROLAND - A ARTE DE BEM DECIFRAR

PROVA N.º 7

1.º INSPECTOR ARANHA - 5 PONTOS
2.º DANIEL FALCÃO - 4 PONTOS
3.º BÚFALOS ASSOCIADOS - 3 PONTOS
4.º DETECTIVE JEREMIAS - 2 PONTOS
5.º ZÉ - 1 PONTO


CLASSIFICAÇÃO MEDVET - AS MAIS ORIGINAIS

MEDVET - RAINHA DA ORIGINALIDADE

PROVA N.º 7

1.º DECO - 5 PONTOS
2.º INSPECTOR GIGAS - 4 PONTOS
3.º TROIKOSTA - 3 PONTOS
4.º VAMPIRINA - 2 PONTOS
5.º RAO KITO - 1 PONTO

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

PONTUAÇÕES PROVA 7 - PARTE VII

Tolidó 10 2 9 2 8 2 8 1 8 2 8 2 10 2
Tolinhas 10 2 8 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Tollan 10 2 10 1 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Tondelão 10 2 10 2 10 1 10 1 10 2 8 2 10 2
Tongo 10 2 10 2 8 2 7 1 7 2 8 1 10 2
Toni Pratas 10 2 10 2 8 1 8 1 8 1 10 1 10 2
Tordo Picão 10 1 10 1 10 2 8 2 8 2 10 2 10 2
Tortulho 10 2 8 2 10 2 8 1 10 2 10 2 10 2
Tournesol 10 2 8 2 8 1 8 1 8 2 8 2 10 2
Toy 10 2 7 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Tracy 10 2 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Trapalhonni 8 1 10 2 10 1 10 1 9 1 8 1 10 2
Tre Moço 10 2 8 1 10 2 7 1 8 2 9 2 8 2
Trecolareco 10 2 8 2 10 2 8 1 8 2 7 2 10 2
Treko 10 2 8 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Tremble 8 1 7 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Tretas 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Tríade Doyrada 10 2 10 2 10 2 8 1 7 2 10 1 10 2
Trianon 10 2 10 2 8 2 9 2 8 1 10 1 10 2
Triartur 8 2 8 2 9 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Triatleta 10 2 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Trinca Espinhas 10 2 10 1 8 2 10 1 10 1 8 2 10 2
Trinitá 10 2 10 2 10 2 8 1 7 2 10 1 10 2
Trinor 10 2 8 2 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Trio Coxo 10 2 8 2 10 2 7 1 8 2 8 1 10 2
Trio Plasma 10 2 7 2 10 1 8 1 8 2 8 1 10 2
Tripeiro 9 2 8 1 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Triplo A 10 2 10 2 8 2 10 2 10 1 10 2 10 2
Trish 10 1 10 2 8 2 8 1 10 2 10 2 10 2
Tritão 10 2 10 2 10 2 10 1 9 2 8 1 10 2
Trivela 8 2 8 1 10 1 10 1 10 2 10 2 10 2
Tro(i)ka 10 2 8 2 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Troca Tintas 10 2 10 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Troca Troika 10 2 10 2 10 2 7 1 8 2 10 2 10 2
Troikeiro 10 2 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Troikinha 10 1 8 2 8 2 8 1 7 1 0 0 0 0
Troikosta 8 1 9 1 10 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Troll 8 1 8 2 10 2 7 1 8 2 8 1 10 2
Trombone 10 2 8 1 8 2 8 1 10 2 10 1 10 2
Tropa K 10 2 10 2 10 1 8 2 10 1 10 2 10 2
Tropez 9 1 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Trotinetas 9 1 10 2 8 2 10 1 10 2 8 2 10 2
Trovador 10 2 10 2 7 1 10 2 7 2 0 0 0 0
Truck Man 10 2 10 2 10 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Tu Sipras 10 2 10 1 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Tube Borges 10 2 8 2 8 2 8 1 8 1 10 1 10 2
Túlipa Negra 10 2 7 2 8 1 7 1 7 2 10 2 10 2
Turista 10 2 10 2 10 2 9 1 8 1 10 2 10 2
Turpim 8 2 8 1 8 2 8 1 8 1 8 2 0 0
Tuta & Tita 10 1 8 2 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Tutano Dourado 10 2 7 2 10 1 10 1 10 2 7 1 10 2
Tuxa 10 2 10 2 10 2 8 2 8 2 8 2 10 2
Twenty Four 8 2 8 1 10 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Txis 8 2 8 2 10 2 7 1 7 2 10 1 10 2
U 10 2 10 2 10 2 8 2 9 2 7 2 0 0
U Ecco 10 2 7 2 10 2 8 2 10 1 9 2 10 2
Ubaldo Pinoia 10 2 8 2 10 2 8 1 8 1 8 1 10 2
Ubi 10 2 10 2 10 2 8 1 8 2 8 2 10 2
Ubulino 10 2 10 1 10 2 10 1 10 1 8 2 10 2
Uburu 10 2 10 2 10 1 8 1 7 2 9 2 0 0
Udaca 10 2 10 2 10 2 7 1 8 2 10 2 10 2
Udino 10 2 8 2 10 2 9 1 8 2 10 2 10 2
Udorico 10 2 10 2 8 2 7 1 8 1 8 1 10 2
Uducuru 8 2 8 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Udumastic 10 2 10 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Ufo 10 2 10 2 10 2 8 2 10 2 8 2 10 2
Uidiu 10 2 7 2 10 2 8 1 10 1 10 1 10 2
Ultra 8 2 8 2 10 1 8 1 8 2 7 2 10 2
Uniaque 10 2 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Unicafor 10 2 10 1 8 2 7 1 10 2 9 1 10 2
Unilateral 10 2 10 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Unima 10 2 8 2 9 2 8 1 9 2 10 1 10 2
Universal 10 2 8 1 8 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Uno 10 2 8 2 10 2 10 1 10 1 9 2 10 2
Urso Pardo 10 2 10 2 10 1 8 2 10 2 8 2 10 2
Urso Sentado 8 2 10 1 10 2 7 1 8 2 10 2 10 2
Urso Zaruco 10 2 8 2 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Ursulino 10 2 8 2 10 2 8 1 8 2 10 1 10 2
Urtigas 10 2 8 2 7 2 8 1 8 2 10 1 10 2
Vampirina 10 2 10 2 10 2 7 1 7 1 8 2 10 2
Vampiro Azul 10 2 7 1 10 2 8 1 10 2 10 2 10 2
Vampiro do Ó 10 2 10 2 10 1 10 1 10 2 8 1 10 2
Vampiro Sapão 10 2 8 1 10 2 10 1 10 2 10 1 10 2
Van Biz 10 2 10 2 8 2 7 1 8 1 8 2 0 0
Van Duc 10 2 10 2 8 2 8 1 9 2 8 2 10 2
Vanda Silva 8 2 10 2 8 1 7 1 8 2 8 2 10 2
Vânia 10 2 10 2 8 2 8 1 10 2 10 2 10 2
Vari Sela 10 2 10 2 10 2 7 1 8 2 8 2 10 2
Vasco Vaz 10 2 8 1 10 2 10 1 8 1 7 1 0 0
Vasquinho 10 2 8 2 10 2 10 2 10 2 8 2 10 2
Vasquito 10 2 9 2 10 1 7 1 10 2 8 2 10 2
Vata 10 1 8 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Vendedor Pirado 10 2 10 2 8 2 8 1 10 2 8 2 10 2
Ventoinha 10 2 10 1 10 2 8 1 8 2 8 2 10 2
Vénus 10 2 8 2 10 1 7 1 8 1 10 1 10 2
Vera 10 2 10 2 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0
Vera Lopes 10 2 8 2 10 2 8 1 10 2 10 2 10 2
Vera Xara 10 2 10 2 8 2 10 1 10 2 8 2 10 2
Vercce 10 2 10 2 8 2 7 1 7 2 10 1 10 2
Verde Smart 10 1 8 1 10 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Verdilhão 8 2 8 2 7 2 8 1 9 2 10 2 10 2
Vespa 10 2 8 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Vetamina 10 2 7 2 8 2 10 1 9 1 8 2 10 2
Vetux 10 2 10 2 8 2 8 1 7 2 8 2 10 2
Vi Da 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Via Verde 9 2 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Vicente 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Vicente Catruz 10 2 10 2 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Vicktório 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 10 2 10 2
Vidal 10 2 8 2 10 1 8 1 8 2 7 2 10 2
Vidal Cancela 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Vigantol 10 2 8 2 10 2 10 1 10 2 9 1 10 2
Vikew 10 2 10 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Villamorena 10 2 10 1 8 2 8 1 10 2 10 1 10 2
Vimaranense 9 2 8 2 10 1 7 1 8 2 8 2 10 2
Violinista 8 1 8 2 10 2 10 2 10 1 10 2 10 2
Violino 8 2 8 2 8 2 8 1 10 2 10 2 0 0
VIP 10 2 10 2 10 2 9 1 10 2 8 2 0 0
Virgílio 10 2 9 2 10 1 10 2 10 2 8 1 10 2
Virgílio Silva 10 2 7 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Viriato 10 2 10 2 10 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Virola 10 1 8 1 10 2 8 1 9 2 10 2 10 2
Virtual Boss 10 2 10 2 10 2 8 1 9 1 8 1 10 2
Visco Sagrado 8 2 7 1 10 2 8 2 8 2 0 0 0 0
Visionário 10 2 8 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Vítor Maria 8 2 10 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Vítor Patrício 10 2 10 2 10 2 8 1 7 1 10 2 10 2
Vitorino 10 2 8 2 10 2 8 2 8 1 8 2 10 2
Vizinho Cusco 10 1 8 2 10 2 7 2 8 2 8 2 10 2
Voar Raov 10 2 10 1 10 1 8 1 10 2 8 1 10 2
Vodinar 8 2 7 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Von Haan 8 2 8 2 8 2 8 1 7 1 9 2 10 2
Von Herman 10 2 8 1 8 2 8 1 8 1 7 2 10 2
Von Richthofen 9 1 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Von Strugger 10 2 8 2 10 2 10 2 9 2 7 2 10 2
Vulcão 10 2 10 2 10 2 8 1 10 2 7 2 10 2
Vulk 10 2 8 1 8 2 8 1 10 2 8 1 10 2
Vuvu 10 2 8 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Wagner Cuba 10 2 8 2 8 2 10 1 7 1 10 2 10 2
Walking Pass 10 2 8 2 10 2 7 1 8 2 10 2 10 2
Wanda 9 2 8 2 10 1 7 2 8 2 10 2 10 2
Wanda Mila 10 2 10 2 8 2 7 1 8 2 10 1 10 2
WB 10 1 10 2 8 2 8 1 9 2 8 2 10 2
Werr 10 2 10 2 10 2 8 1 10 1 8 2 10 2
Westblog 10 2 7 2 10 2 10 1 10 2 8 2 0 0
White Brick Hall 10 2 8 2 10 1 10 1 7 2 10 1 10 2
White Laser 10 2 8 2 8 2 7 2 8 1 10 2 10 2
Wimpee 10 2 10 2 10 2 8 1 8 1 10 2 10 2
Wimsey 10 1 7 1 10 1 10 1 8 2 10 2 10 2
Wipp 10 2 10 2 8 1 8 1 8 2 10 2 8 2
Wolfe 10 2 10 2 10 2 7 1 9 2 8 2 10 2
Wood Casual 10 2 8 2 10 2 8 2 7 2 10 1 0 0
Www 10 2 9 2 8 2 8 1 8 2 10 2 10 2
X 10 2 10 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
X. Boavista 10 2 10 2 10 2 10 2 10 1 10 2 10 2
X Edevaldo 9 2 8 2 10 1 7 1 8 2 8 2 10 2
X P T O 10 2 8 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
X Y Z 8 2 8 1 9 2 8 2 10 2 8 2 0 0
X2 Oz 8 2 8 2 8 2 8 1 8 1 7 2 10 2
10 2 8 1 8 1 7 1 9 2 8 2 10 2
Xabi 10 2 10 2 8 1 8 1 10 2 10 2 10 2
Xabrês 10 2 8 2 10 2 8 1 7 2 8 2 10 2
Xakal 10 2 10 2 9 2 8 2 10 2 10 1 0 0
Xanfras 8 1 10 2 8 2 9 1 10 2 8 2 10 2
Xappo 10 2 8 2 10 1 10 1 8 1 10 2 10 2
Xeltox 10 2 10 2 10 2 8 1 8 2 10 2 0 0
Xeretta 9 1 7 1 10 2 7 1 9 2 8 1 10 2
Xico Esperto 10 2 8 2 10 2 8 1 8 2 8 2 10 2
Xico Gordo 10 2 8 2 10 2 8 2 10 2 9 2 10 2
Xico Milas 10 2 10 2 10 1 8 1 10 1 7 2 10 2
Xila 10 2 10 2 10 2 8 2 7 2 10 1 0 0
Xilindró 44 10 2 10 1 10 1 10 1 8 2 10 1 10 2
Xiripiti 10 2 8 2 8 2 7 1 9 2 8 2 10 2
Xis 8 2 8 2 8 2 8 1 8 1 10 2 0 0
Xispeteó 10 2 10 2 10 2 10 2 9 2 10 2 10 2
Xlem 10 2 8 1 10 2 8 1 10 2 8 2 10 2
Xóxó 10 2 7 2 10 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Xuta & Corre 10 2 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Ya Meu 9 2 10 2 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Yahoo 10 2 10 2 10 2 8 2 7 2 10 2 10 2
Yang Chan 10 2 10 2 8 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Yannik 10 2 8 1 10 2 9 1 8 1 10 1 10 2
Yek 10 2 10 2 9 2 7 1 9 2 10 2 10 2
Yrinn 10 2 10 2 10 2 9 1 10 2 7 2 10 2
Yull 10 2 8 2 10 2 8 1 10 2 10 2 0 0
Yut Agar 10 2 9 2 10 1 8 1 7 1 10 2 10 2
Yutelmi 10 2 8 2 8 2 9 1 8 2 10 1 10 2
Z 10 2 10 2 10 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Z P 8 1 10 2 8 1 8 1 8 2 8 2 10 2
Zaah 10 2 10 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Zabiá 10 2 10 1 10 2 7 2 7 2 8 2 10 2
Zana Xita 10 2 8 2 10 2 10 1 10 2 8 2 10 2
Zarco 10 2 8 2 8 2 8 1 10 1 10 1 10 2
Zarim Gago 10 2 8 2 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Zarú 10 2 10 2 10 2 7 1 8 2 9 2 10 2
Zázá 8 2 10 1 10 2 10 1 10 2 8 2 10 2
Zazu Trevo 9 2 7 2 10 1 8 1 7 2 8 2 10 2
10 2 10 2 10 2 10 2 10 2 10 2 10 2
Zé Alberto 10 2 8 1 8 2 8 1 10 1 7 1 10 2
Zé Bacalhau 10 2 8 2 8 2 8 1 8 2 8 2 10 2
Zé Bagulho 10 1 10 2 8 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Zé Carioca 10 2 10 2 10 2 8 2 10 2 8 2 10 2
Zé de Nisa 10 2 8 2 10 2 10 1 7 2 10 2 10 2
Zé do Castelo 10 2 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Zé Elástico 10 2 8 2 10 2 7 1 9 2 10 1 10 2
Zé Faneca 10 1 9 2 10 2 10 2 10 2 8 2 10 2
Zé Ferry 10 2 10 2 9 2 8 1 10 1 8 2 10 2
Zé Hilário 10 1 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Zé Ireneu 8 1 8 1 10 2 8 1 10 2 8 2 10 2
Zé Janeca 10 2 8 2 10 2 7 1 8 2 10 2 10 2
Zé Jonas 10 2 8 1 10 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Zé Matulão 10 2 8 1 10 2 8 2 8 2 10 1 10 2
Zé Maurício 10 2 8 2 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Zé Mula 10 2 8 2 10 2 7 1 9 2 10 2 10 2
Zé Noras 8 2 7 1 10 1 8 1 10 2 10 2 10 2
Zé Pinhão 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Zé Portuga 10 2 8 2 10 2 8 1 8 1 8 2 10 2
Zé Puré 10 2 8 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Zé Rambo 10 2 10 1 8 2 7 1 10 2 10 2 10 2
Zé Tónio 10 2 8 2 10 2 10 2 9 2 10 2 10 2
Zé Valente 10 2 10 2 10 1 8 2 10 2 8 2 10 2
Zé Vilela 10 2 8 2 10 2 8 1 7 2 10 1 10 2
Zé Vinhais 9 2 7 2 7 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Zé Xarope 10 2 8 1 10 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Zé Zarolho 10 2 8 2 9 2 10 1 8 2 10 1 10 2
Zé Zero 10 2 7 1 10 2 8 2 10 2 8 2 10 2
Zeca 10 2 10 1 10 1 8 2 8 2 8 2 10 2
Zeca Catita 8 2 10 2 10 2 8 2 10 1 10 2 10 2
Zeca Lupas 10 2 10 2 10 1 10 1 10 1 8 1 0 0
Zeca Poirot 10 2 10 2 10 2 8 1 8 2 10 2 10 2
Zélia 10 2 8 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Zendoff 10 2 10 2 8 2 8 2 10 2 10 2 10 2
Zermú 10 2 10 2 8 2 10 1 9 2 10 2 10 2
Zezé 10 2 10 1 10 1 7 1 8 2 10 1 10 2
Zezé Gordo 10 2 8 1 10 2 8 1 10 1 10 2 10 2
Zona J 10 2 10 2 8 2 8 2 10 2 10 2 10 2
Zorba Syriza 10 2 10 2 10 2 7 1 0 0 0 0 0 0
Zorro 10 2 10 2 10 2 8 1 8 2 8 2 10 2
Zubiabá 8 1 8 1 10 1 8 1 10 2 8 1 10 2
Zubulanda 10 2 10 2 10 2 8 1 7 1 7 1 10 2
Zuca Maria 10 2 7 2 8 2 0 0 0 0 0 0 0 0
Zurc 10 2 10 2 10 2 8 2 10 2 7 2 10 2
Zurrapão 10 2 9 2 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0
Zuzarte 10 2 9 1 10 2 8 1 8 2 8 2 10 2
Zzz 10 2 10 2 10 2 8 1 10 2 8 2 10 2